A Rainha visita a Unidade de Adolescência Da Paz, pioneira nesse campo

A Rainha visitou no Hospital Universitário Da Paz, da Unidade de Medicina da Adolescência, um departamento pioneiro no tratamento multidisciplinar de adolescentes que coordena o pediatra José Casas, videobloguero de EFEsalud

A Rainha com a equipe das Unidades de Adolescência e Ginecologia Adaptada/Foto fornecida pelo hospital Da Paz

Artigos relacionados

Segunda-feira 10.09.2018

Segunda-feira 10.09.2018

Sexta-feira 07.09.2018

A Unidade de Medicina da Adolescência atendeu no ano passado, a 243 novos pacientes entre 11 e 21 anos, com 1.887 consultas e 2.500 resenhas.

Ao lado da ministra da Saúde, Ana Mato, o presidente da Comunidade de Madrid, Ignacio González; o conselheiro de Saúde de madrid, Javier Rodríguez Rodríguez -em seu primeiro ato público, a partir de sua nomeação-, e o gerente do hospital, Rafael Pérez-casa de vegetação, a Rainha, que recebeu gritos de incentivo, realizou o percurso para o hospital de madrid.

Após receber informações durante uma reunião com dirigentes e responsáveis médicos, visitou a unidade de Adolescência e também a de Ginecologia Adaptada, cujas obras de beneficiação e dotação foram custeadas pela Fundação Rainha Sofia.

A contribuição para a primeira foi de 51.251 euros, enquanto que a segunda fundação foi destinado 28.737 euros.

Enquanto os especialistas passavam consulta a pacientes de ambos os departamentos, a Rainha passou por novas dependências, conversando com médicos, pacientes e pais de adolescentes.

O doutor Casas explica a Unidade de Adolescência

O pediatra José Casas, coordenador da Unidade de Adolescência, explicou à EFE que o objetivo deste serviço é prestar assistência a adolescentes em trânsito à sua idade adulta, em todas as patologias que vão desde distúrbios de comportamento alimentar, até o déficit de atenção ou hiperatividade, e até mesmo o cyberbullying e bullying, até agora sem tratamento médico.

Trata-Se de um serviço pioneiro em Portugal, tem assegurado, seguindo a vocação Da Paz -também pioneira em muitas especialidades pediátricas que nasceram no hospital para tratar de novas patologias – e que está conseguindo resultados “excepcionais” porque, pais e crianças, disse, são “felizes”.

Combater a acne

Davi, um de seus pacientes, é um adolescente que apresenta uma acne muito agressiva para o que seus pais não estavam tratamento adequado e que hoje se destacava como no hospital lhe tentam “muito bem” e já estão conseguindo resolver o seu problema.

Um dos médicos que trabalham nesta equipe multidisciplinar, o dermatologista Raul de Lucas, afirma que a atenção a crianças e adolescentes por parte de especialistas nesta fase, evite fazer perder tempo aos pacientes, e consegue maior eficiência nos tratamentos.

A Unidade de Ginecologia Adaptada

Dona Sofia também visitou a consulta de ginecologia adequada, que vai colocar em breve no curso e que também é pioneira na saúde pública, uma vez que trata-se da primeira unidade especialmente desenhada para grandes inválidas.

Espera-Se que possa beneficiar cerca de 3.000 mulheres que até agora não receberam tratamento ginecológico adequado porque não encontravam instalações adequadas às suas condições físicas.

A Fundação Rainha Sofia foi equipada esta unidade com guindastes, bate-macas especiais, banheiros adaptados e o material necessário para este tipo de consultas, habilitadas em espaços amplos, sem barreiras arquitectónicas e com fácil acesso desde o exterior do hospital.

(Não Ratings Yet)
Loading…

Leave a Reply