A Rainha Sofia recebe o XIV Prêmio Cofares, concedido a sua fundação

A Rainha Sofia recebeu na noite da última sexta-feira, no Teatro Real de Madrid, o XIV Prêmio Fundação Cofares, concedido pela fundação que leva o seu nome por seu trabalho na pesquisa e no tratamento do alzheimer, e presidiu o tradicional concerto beneficente, que acompanha todos os anos a entrega deste galardão

O presidente do Grupo Cofares, Carlos González Bosch, entrega a Rainha Sofia, o Prêmio Fundação Cofares 2014/EFE/Juan Carlos Hidalgo

Segunda-feira 03.09.2018

Terça-feira 28.08.2018

Sexta-feira 31.08.2018

O presidente do Grupo Cofares, Carlos González Bosch, entregou à dona Sofia, e ao director de sua fundação, José Luís Nogueira, um prêmio que reconhece anualmente o trabalho social de pessoas, entidades ou organizações em favor de doentes ou comunidades necessitadas de cuidados de saúde ou social, bem como em benefício da formação e da qualidade de vida dos cidadãos.

O júri, composto por patronos da Fundação Cofares, foi distinguido este ano, a Fundação Rainha Sofia por seu trabalho na área da doença, cujo principal expoente é o centro aberto em 2007, em Madrid, onde já foram desenvolvidos 27 projetos de pesquisa e foram gerados mais de 60 publicações científicas e 38 comunicações em congressos e reuniões de especialistas.

O prêmio reconhece, além disso, a participação direta da Fundação Rainha Sofia, em consórcio para a celebração do Ano Internacional da Investigação na doença de Alzheimer, em 2011, a campanha Banco de Lembranças e o denominado Projecto Vallecas, considerado um dos estudos mais ambiciosos em Portugal sobre esta doença neurodegenerativa.

O objetivo do projeto é descobrir quais fatores podem prever o início das manifestações desta patologia e a sua duração prevista é de cinco anos, durante os quais pretende-se avaliar a 1.213 pessoas de idades compreendidas entre os 70 e os 85 anos, que não apresentem nesse momento qualquer deterioração de suas funções mentais.

Em uma breve intervenção, González Bosch, elogiou a “grande trabalho” da Fundação Rainha Sofia, em a pesquisa de tratamentos para a doença de alzheimer, que a tornam uma referência mundial na matéria, e agradeceu a dona Sofia “excepcional” força executiva que ela e don Juan Carlos levado a cabo durante o seu reinado em favor dos espanhóis e a imagem de Portugal.

A Fundação Rainha Sofia foi criada em 1977 com um pequeno capital aportado por dona Sofia como instituição beneficente, sem fins lucrativos, que, desde 1994, promove projetos de educação, saúde e humanitários para ajudar crianças, idosos, os imigrantes e os deficientes, bem como afetados por catástrofes naturais.

Após a entrega do prêmio, a Orquestra Santa Cecília de Lisboa, dirigida pelo maestro polonês Grzegorz Nowak, interpretou obras de Tchaikovsky, acompanhada pela pianista reconhecida, limitada, Mei Yi Foo, e Mendelssohn.

Os fundos obtidos com a venda de bilhetes para este concerto serão utilizados para financiar atividades solidárias da Fundação Cofares e de outras organizações sociais sem fins lucrativos.

(Não Ratings Yet)
Loading…

Leave a Reply