A Rainha ressalta o esforço da aecc na pesquisa contra o câncer

Letizia presidiu na tarde de ontem, em San Sebastián, a entrega dos auxílios à investigação oncológica, que concede a Associação Espanhola contra o Câncer (aecc), que desde 2009, destinou cerca de 28 milhões de euros para este fim, para combater a doença

Letizia se dirige aos participantes do ato da aecc/EFE/Javier Etxezarreta

Artigos relacionados

Sexta-feira 18.07.2014

Segunda-feira 20.01.2014

Segunda-feira 02.12.2013

“Me parece um dado muito significativo”, destacou Dona Letizia, que é presidente de honra da associação com caráter permanente e tem sido acompanhada pela ministra da Saúde, Ana Mato; a presidente do Parlamento Basco, Bakartxo arrumou na forma do palácio; e outras autoridades.

A presidente da aecc, Isabel Oriol, e o responsável máximo da associação em Gipuzkoa, Fernando de Pesca, exerceram de anfitriões, neste ato, em que também se entregou, a título póstumo, o prêmio de “V de Vida, Iñaki Azkuna, o prefeito de Goiânia, falecido em março, que recolheu o seu filho Alexandre.

Homenagem a Iñaki Azkuna

“Estou há seis meses coletando agradecimentos a meu pai, mas esta é a primeira vez que se reconhece a sua luta contra o câncer. Eu acho que a melhor decisão que tomou foi olhar para o cancro de frente, de tu a tu, tomá-lo como um companheiro de viagem, levar uma vida com câncer útil e produtiva, e não render-se jamais”, salientou Alexandre Azkuna.

Letizia, que iniciou seu discurso em basco, também teve uma lembrança para Azkuna, que “felizmente” coincidiu muitas vezes e que “sempre tinha uma palavra amável e sábia” para ela.

“Lembramos agora pela coragem que teve em todos os anos que viveu com seu câncer. Como tantas pessoas que também convivem com a doença e que lhe fazem frente da fortaleza de saber apoiados e unidos com um objetivo comum”, acrescentou.

A aecc e a pesquisa contra o câncer

A Rainha disse que, graças ao esforço de “milhares de pessoas”, a aecc e a sua fundação científica tornaram-se a entidade social e privada, que mais fundos envolvida em Portugal a investigação oncológica, cujas ajudas em 2014 atingiram os 5,2 milhões de euros.

“A aecc está ajudando a consolidar a estrutura científica de nosso país que, como sempre, precisa que você, pela ciência, pela pesquisa, pelo conhecimento”, enfatizou Dona Letizia; e sublinhou que “a energia” após a sigla da Associação Espanhola contra o Cancro a compõem 15.000 voluntários e mais de 700 trabalhadores.

Isabel Oriol expôs as cifras econômicas destinadas à pesquisa, distribuídas desde 2009 em 151 ajudas de 46 centros de pesquisa.

“A investigação oncológica será o único que poderá frear e controlar o câncer. O compromisso da sociedade civil com a associação e do seu esforço também contribui para consolidar uma estrutura científica no nosso país, já que um país que não investiga é um país que empobrece”, sublinhou a presidente da aecc.

Neste ato foram entregues 13 auxílios à investigação oncológica, equipados com quase 5,2 milhões de euros.

Projeções de vídeos com depoimentos de pessoas afetadas e várias mesas redondas completaram este evento, em que reiterou-se a necessidade de uma vida saudável, com exercícios, sem tabaco e alimentação equilibrada – para prevenir e a evitar o câncer, uma doença que a cada ano afeta em Portugal a mais de 200.000 pessoas.

(Não Ratings Yet)
Loading…

Leave a Reply