A Rainha, com os pesquisadores biomédicos do INGEMM

A Rainha visitou o Instituto de Genética Médica e Molecular (INGEMM), um dos centros de pesquisa biomédica mais avançados da Europa, cujo trabalho e necessidades sempre conhecido de mão-de-os responsáveis pelas linhas de trabalho que têm em marcha.

A Rainha Sofia se interessa pelos detalhes da investigação genética durante a visita ao INGEMM

Artigos relacionados

Sexta-feira 07.09.2018

Quinta-feira 06.09.2018

Quarta-feira 05.09.2018

De fato, foi uma bióloga deste centro, Imaculada Ibáñez de Cáceres, que em junho passado teve a “ousadia”, segundo suas palavras, de convidar dona Sofia para A Paz, para que conhecesse pessoalmente o trabalho que realiza junto com sua equipe do INGEMM, um centro integral, onde trabalham médicos e pesquisadores.

Tinha acabado de receber um prêmio da Fundação Mutua Madrilena e se deu conta do grande interesse que a Rainha mostrava por seu trabalho, algo que hoje foi possível confirmar durante a sua visita, com uma reunião de trabalho em que, durante mais de uma hora dona Sofia recebeu a informação completa de tudo quanto se faz lá.

Dona Sofia tem sido acompanhada da ministra da Saúde, Ana Mato, do presidente da Comunidade de Madrid, Ignacio González, do conselheiro de Saúde, Javier Fernández-Lasquetty, e do gerente do centro, Rafael Pérez-casa de vegetação.

INGEMM superior a cura

A pesquisadora Ibáñez de Cáceres tem se destacado como a Rainha está sempre interessado pelas atuais linhas de trabalho, o seu futuro e os recursos do INGEMM, onde trabalham 95 investigadores.

Leia também: Kifina

Neste sentido, aproveitou para, perante os meios de comunicação, fazer um apelo às autoridades políticas sobre a necessidade de fomentar bolsas de estudo para formar doutores e garantir a continuidade das investigações.

Seu caso é significativo, porque dos sete que trabalham com ela, apenas duas são estáveis-um bolsista do Governo da Colômbia, e o resto são os alunos cujos postos não têm financiamento para além de maio, o que impede de concretizar algumas linhas de pesquisa.

O INGEMM faz parte do Instituto de Investigação Médica do Hospital Universitário La Paz-IdiPAZ -centro que abriga a 800 pesquisadores, distribuídos em 48 grupos – e suas características o tornam único em Portugal e ponteiro na Europa; só no último ano, realizou mais de 3.500 consultas médicas e mais de 110.000 estudos.

A Rainha visitou a estas instalações e conversou com muitos dos pesquisadores para conhecer suas respectivas áreas de trabalho, ao término de sua visita, ser fotografado com eles.

A sua marcha, lhe dedicaram uma grande ovação, ao igual que fizeram depois com sua companheira Imaculada Ibáñez de Cáceres, artífice de sua presença no centro.

(Não Ratings Yet)
Loading…

Leave a Reply