A radiologia, o primeiro degrau para um bom diagnóstico

Praticamente qualquer patologia é detectada através de uma técnica de imagem; o Dia Internacional da Radiologia apresenta-se com a aspiração de destacar o trabalho desta especialidade que, com o olho de águia, encontra qualquer detalhe em um raio-x

EFE/ Rafael Díaz

Artigos relacionados

Segunda-feira 10.09.2018

Sexta-feira 07.09.2018

Sexta-feira 07.09.2018

Os raios X foram descobertos há 128 anos pelo alemão Wilhelm Conrad Röntgen e, desde então, se tornaram uma das ferramentas mais utilizadas para a detecção de diversas doenças.

Para enquadrar a sua importância, a comunidade de radiologistas do mundo celebra este ano o segundo dia internacional da radiologia, em 8 de novembro, dedicado especificamente à imagem pulmonar.

“Vamos ressaltar a importância do radiodiagnóstico tanto a radiografia simples, tomografia computadorizada (TAC), a ressonância magnética e as técnicas de imagem em patologia torácica, particularmente pulmonar”, assegura José Ferrerós, presidente da Sociedade Espanhola de Imagem cardio-toráxica, filial da Sociedade Espanhola de Radiologia Médica (SERAM).

Além disso, os especialistas procuram lembrar a população em geral da importância do seu trabalho dentro da medicina.

O câncer em contraluz

Durante a comemoração do dia, em Espanha, será realizada uma jornada que inclui várias palestras relacionadas com os mais recentes avanços nas técnicas de imagem, assim como em sua utilização dentro de prevenção de diversas patologias localizadas no tórax.

“Um dos cancros mais importantes e o que mais a mortalidade tem nos países mais desenvolvidos é o de pulmão, em seguida, há muitas doenças que afectam o tórax. O pulmão é um órgão que está relacionado com todo o organismo e a radiologia é ideal para o seu cuidado”, salienta Ferrerós.

Justamente o câncer de este órgão é um dos temas previstos. Vai falar do cuidado que se deve ter com o paciente, especialmente no momento de realizar testes constantes com radiação.

O novo em radiologia

De acordo com Ferrerós, um dos avanços mais significativos na tecnologia é a redução de radiação neste tipo de prova, outro tema que será aprofundado neste 8 de novembro, além de enfatizar o nítidas que se tornaram as imagens.

“Se continue avançando na tomografia computadorizada, em reduzir as doses de radiação, fazer estudos mais rápidos e com maior resolução, de forma que a patologia se pode ver em mais detalhe e se detectam lesões cada vez mais pequenas e em estádios mais precoces”, garante.

Além disso, se falará da importância que têm os raios-X na prevenção de determinadas doenças, especialmente as do coração.

(Não Ratings Yet)
Loading…

Leave a Reply