“A psicologia clínica é uma das disciplinas com maior projeção”

EFE/GEORGI LICOVSKI

Segunda-feira 26.10.2015

Quinta-feira 22.10.2015

Quarta-feira 15.07.2015

De 19 a 22 de novembro vai ter lugar a celebração do VIII Congresso Internacional e XIII Nacional de Psicologia Clínica em Granada, sendo já considerado uma referência neste campo, e que reunirá profissionais e últimas inovações em matéria.

A Associação Portuguesa de Psicologia Comportamental (AEPC) foi a encarregada de organizar o encontro de dimensões internacionais. Para saber mais sobre esse encontro com a psicologia clínica, EFESalud falou com Gualberto Buela-Casal, presidente da AEPC e a cabeça do Comitê Organizador do evento.

1. Qual é a situação e a importância atual da psicologia clínica?. Neste contexto, o Que pode contribuir com este congresso?

A psicologia clínica tem experimentado um grande avanço nas últimas décadas, em âmbito internacional, de fato, é uma das disciplinas da Psicologia com maior projeção profissional. Uma boa mostra disso é que a seção de Transtornos Mentais e de Comportamento da Classificação Internacional de Doenças da OMS é dirigido por Geoffrey M. Reed, um psicólogo clínico, algo que parecia impensável há alguns anos.

Em Portugal, a Psicologia Clínica está situada entre as dez mais produtivas do mundo na quantidade de artigos publicados em revistas científicas internacionais, no contexto acadêmico está plenamente integrada nas ciências da saúde, tanto na formação de graduação como de pós-graduação. No âmbito profissional é considerada por uma lei orgânica de 2011, como uma profissão de saúde. Há que se destacar que muito poucas profissões regulamentadas por lei. Além disso, há já vários anos, existe o especialista em Psicologia Clínica no sistema público de saúde.

Esta conferência oferece uma oportunidade para que os psicólogos clínicos espanhóis possam se atualizar sobre os últimos avanços no diagnóstico e tratamento de distúrbios psicológicos. Ao mesmo tempo, os psicólogos de outros países poderão saber o estado da Psicologia Clínica espanhola.

2. O que há de ser já uma referência a nível mundial?

Trata-Se de um congresso com três línguas oficiais: inglês, português e espanhol, o que não é habitual em um congresso internacional, que costuma ser apenas em inglês. Por outro lado, existem mais de 1.300 participantes de mais de 40 países e de todos os continentes. Isso o transforma em um congresso de referência a nível mundial no âmbito da psicologia clínica e por isso cresce a cada ano em número de trabalhos e o número de participantes.

3. Eles vão contar com um grande número de exposições e palestras. Você poderia apontar os temas mais relevantes que serão tratadas no mesmo?

Os temas de maior interesse são muitos, para a densidade do programa, não obstante, podem-se destacar: a escolha dos tratamentos psicológicos, os tratamentos empiricamente validados, tanto para crianças e adolescentes como para adultos, além de atualizações na avaliação e tratamento dos diversos transtornos. Também são apresentadas diversas palestras e sessões aplicadas sobre temas de máxima atualidade como são as novas terapias de terceira geração.

4. E as principais novidades, avanços ou contribuições que serão apresentados no campo da psicologia clínica? Vai falar mesmo da aplicação da Internet como uma ferramenta de trabalho no campo.

Um tema a ser ressaltado é o uso das novas tecnologias na avaliação e terapia, especialmente no contexto da internet. Teremos uma conferência de Merry Bullock diretora de relações internacionais da Associação Americana de Psicologia (APA) sobre este assunto, e uma importante sessão de debate sobre “Os limites éticos e legais das terapias pela internet”, coordenado por Mariano Vera, presidente do COPAO. Este é um tema da máxima actualidade e sobre o qual há muito o que refletir, pois é uma mudança importante na interação paciente-terapeuta e também no controle de qualidade das terapias realizadas por meio da internet.

5. Os participantes também contarão com um grande número de oficinas e sessões aplicadas. Formatos diferentes em que também se pode aprender. O que são e quais são os mais inovadores?

As sessões cobradas é um formato de apresentação original deste congresso, consiste em conferências de 90 minutos com uma abordagem eminentemente aplicado e que são ministradas por destacados especialistas. É um formato que instauramos há já vários anos e tem um grande atrativo para os participantes. As oficinas são um formato clássico em que se apresentam, também com foco muito aplicado, atualizações sobre técnicas ou intervenções psicológicas inovadoras. Sua duração é geralmente de três ou quatro horas.

6. Qual é o número de palestrantes e participantes, até a data?

Contamos já com mais de 800 conferencistas e 1300 participantes de mais de 40 países dos 5 continentes. Participantes de países como Austrália, China, Qatar, Rússia, Malásia… Também é importante ressaltar que entre os palestrantes e participantes, contamos com um bom número de especialistas em Psiquiatria.

(Não Ratings Yet)
Loading…

Leave a Reply